Ex vereador e mais dois são presos após briga e tentativa de homicídio em Birigui

Um ex vereador e mais dois homens foram detidos na noite deste sábado (15), após uma briga que acabou em tentativa homicídio na região da Vila Brasil.

IMG 20210516 WA0011 576x1024 - Ex vereador e mais dois são presos após briga e tentativa de homicídio em Birigui
Ex vereador foi agredido durante confusão. Foto: arquivo pessoal.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares foram acionados via COPOM para atender uma ocorrência com vítima de arma de fogo na Av. Vitória Régia. Ao se deslocarem para o local, os policiais se depararam com um veículo Astra em alta velocidade, o qual ignorou a ordem de parada.

Foi feito o acompanhamento, e já pela rua Consolação, o veículo foi abordado e no seu interior estava o ex vereador Valdecir Martins, 52 anos, mais conhecido como “Sexta”. Ainda segundo o registro, Sexta apresentava lesões graves na cabeça e o rosto estava bastante machucado. Com ele os policiais encontraram um coldre e ao ser questionado sobre os fatos, negou ter efetuado os disparos.

1621176244 81148 - Ex vereador e mais dois são presos após briga e tentativa de homicídio em Birigui
Carro onde estava o vereador foi abordado com manchas de sangue e vidro quebrado. Foto: arquivo pessoal.

Com apoio de outras equipes, os PMs se dirigiram até o local dos disparos e já cruzamento da rua Carlos Carvalho Rosa com a Av. Vitória Régia, se deparam com um homem identificado como Carlos Cezar, 52 anos. Durante revista pessoal foi encontrado com o suspeito, uma pistola taurus calibre 6.35 e 20 metros á frente, caído no solo e com ferimentos de arma de fogo, estava Lucas Koldren Reinaldo Tardivo, 24 anos.

Ao serem questionados sobre os fatos, tanto César quanto Tardivo informaram que arma encontrada pertencia ao ex vereador e que o mesmo havia efetuado os disparos que atingiram Tardivo. Porém, após luta corporal, a dupla conseguiu tomar a arma do atirador.

Briga

Os policiais relataram que Sexta contou que se deparou com um homem agredindo uma mulher grávida na rua, parou o veículo e desceu para intervir em favor da jovem. Ainda de acordo com o ex-vereador, o rapaz que agredia a gestante acabou atingindo ele com um pedaço de madeira, o que o fez perder os sentidos.

Sexta disse que na ocasião estava armado com uma pistola, que desapareceu após a agressão. Ele negou que tivesse efetuado algum disparo. Equipe de resgate foi acionada, mas o ex-vereador recusou ser levado ao hospital, segundo a polícia.

Tiros

Os policiais encontraram o jovem envolvido na ocorrência caído no cruzamento da avenida Vitória Régia com a rua Carlos Carvalho Rosa, com ferimento em uma das mãos. Segundo a polícia, ele confirmou que discutia com a companheira dele na rua, mas negou que a estivesse agredindo.

Na versão dele, foi o ex-vereador que surgiu de repente e o agrediu usando um pedaço de madeira. Em seguida, Sexta teria sacado a arma e passado a atirar contra ele, acertando um disparo em um dos braços.

Mesmo ferido, o rapaz disse que conseguiu desarmar o ex-parlamentar e tentou revidar os tiros, porém, por estar com a mão lesionada, não conseguiu. Por isso, usou a arma para agredir Sexta com coronhadas e bater também no carro, fazendo com que deixasse o local com o veículo.

Arma

O jovem foi levado ao pronto-socorro por equipe de resgate e apresentado na delegacia após atendimento médico. A arma que pertence a Sexta foi encontrada com o sogro do rapaz. Ele disse que o genro havia deixado a pistola com ele após ter sido agredido.

A companheira do rapaz, que estaria sendo agredida, segundo o ex-vereador, não foi encontrada e nenhuma testemunha dos fatos foi apresentada na delegacia.

O delegado que presidiu a ocorrência considerou não ser possível identificar de momento quem seria o autor dos disparos e se houve legítima defesa por parte de algum deles. Ele determinou que os envolvidos passassem por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) e um inquérito será instaurado para investigar o caso.

A arma, calibre 635, estava carregada com sete munições intactas e está registrada em nome de pessoa não envolvida na ocorrência. Ela foi apreendida para perícia.

Curta e Compartilha

Comentários